pasa top
Ataque pelo Hidrogênio em altas temperaturas (HTHA)

A presença de hidrogênio em plantas industriais é uma fonte de danos. O ataque pelo hidrogênio em altas temperaturas (HTHA – abreviatura do inglês) é uma forma de degradação dos aços carbono e baixa liga na presença de hidrogênio em altas temperaturas, resultando na degradação da perlita com a formação de gás metano (CH4), estressando a estrutura cristalina e podendo gerar empolamentos e fissuramentos. O ataque por hidrogênio pode ocorrer no metal base ou na própria solda e atingir diversos tipos de aços liga.

A probabilidade da ocorrência de ataque pelo hidrogênio em instalações industriais depende da pressão parcial do hidrogênio, da temperatura de operação e do tipo de liga. O metano formado pela reação é acumulado nos vazios internos na interface dos grãos onde, sob certas condições, sua presença pode causar microfissuras.

O ataque por hidrogênio nas proximidades das soldas podem causar, na maioria dos casos, vazamentos antes da ruptura. Entretanto, quando o mecanismo de dano já se propagou para o metal base, o resultado pode ser catastrófico para pessoas e ativos.

A metodologia de inspeção desenvolvida pela Mistras fornece uma indicação precisa sobre a presença de ataque de hidrogênio no material base desde que acima do limite estabelecido (baixo e seguro) de detecção. Decisões podem ser tomadas imediatamente uma vez que não existe risco de resultados ambíguos.

 
 

 
 

Se necessário, para avaliar o progresso do ataque, a metodologia de inspeção pode gerar dados que podem ser monitorados on-line, com total precisão e em temperaturas de até 450o Celsius.

A metodologia de inspeção abrange técnicas avançadas como o ToFD - Time of Flight Diffraction, o ultrassom “Backscatter” e medições de razão de velocidade do feixe sônico. Esse método de inspeção de ataque por hidrogênio atende aos requisitos do API 941.

PARA MAIORES INFORMAÇOES CLIQUE NO LINK PARA BROCHURA ORIGINAL



MISTRAS SOUTH AMERICA   Tel: (55 11) 3082-5111 ou 3736-7777 - mistras@mistras.com.br